Inês Müller

Ines_Muller     Inês Müller

Yoga

Sobre o Yoga:

O Yoga é uma disciplina psicológica, física e espiritual que faz parte integral da cultura indiana há milhares de anos. Os antigos yoguis desenvolveram o Yoga como meio de alcançar a harmonia dentro de si próprios e na sua relação com o meio ambiente. Acreditavam que, trabalhando o corpo e respiração, o controlo da mente e das emoções e o bem-estar geral, podiam ser alcançados.

Yoga significa União. União entre o corpo, a mente e o espírito e União entre o indivíduo (o ‘Eu’) e algo superior, Universo, Cosmos, Deus, Divino, o que quisermos chamar. Não representando qualquer religião ou sistema de crenças, o Yoga é uma filosofia de vida que procura ajudar o indivíduo a atingir o seu pleno potencial e uma consciência elevada.

O Hatha Yoga é um dos sistemas que os antigos yoguis desenvolveram para alcançar a União. Funciona através do domínio do corpo e da respiração, envolvendo posturas físicas, técnicas de respiração e de relaxamento que beneficiam o sistema nervoso central, as glândulas e os órgãos vitais. O objectivo é promover uma saúde perfeita e recorrer às reservas de energia latente, exercendo uma influência calmante e integrante sobre a mente.

‘Ha’ significa Sol e ‘tha’ significa Lua. O lado direito do nosso corpo está ligado ao Sol, à energia masculina, ao dia, ao positivo, ao yang, ao quente, ao lado lógico, matemático e prático. O lado esquerdo do nosso corpo está ligado à Lua, à energia feminina, à noite, ao negativo, ao yin, ao frio, ao lado criativo e intuitivo. Hatha Yoga significa a União de todos estes e outros pares opostos, mas complementares, estimulados a trabalhar em harmonia e com igual eficiência.
Sobre a Inês & o Yoga:

A Inês viveu 34 anos, os últimos 6 em comunhão de adquiridos com o Yoga.
Quando se cruzaram, o Yoga apresentou-se seguro e na sua melhor indumentária estival, encontrando a Inês em apenas mais uma desenfreada busca pelo caminho. O seu.

Sorriu-lhe e ela respondeu, tímida e céptica. Ele fez questão de esclarecer que o que havia ficado para trás, só lhe interessava na medida em que fazia dela a mulher que era naquele momento. À parte disso, não haveria lugar a quaisquer perguntas ou julgamentos.

Quem estava por perto jura ter ouvido um ‘click’.

Ali estabeleceram o pacto de ficar na vida um do outro somente na franja temporal que fosse nutrida de sentido a ambos e não mais. Diz quem conhece que é esta liberdade de poder estar longe que os faz querer estar perto.

Em 2015, decidiram viajar juntos a Bangalore, na Índia e, com o apoio, amizade e mestria do Professor Krishna Prakash, professor e fundador do Shrimath Yoga, cresceram um pouco mais juntos. Regressaram a casa com o Certificado da Yoga Alliance International (Professores de Yoga). Entusiasmados com a experiência, decidiram que era tempo de aprender na língua materna e assim, iniciaram um novo percurso de quatro anos na Federação Portuguesa de Yoga.

No ano seguinte sentaram-se pela primeira vez juntos em frente a uma turma de olhares curiosos. Inspiraram e deram assim início a uma nova etapa do seu relacionamento. Eram agora professores de Yoga em vários estúdios da cidade e deixaram tudo o resto para trás para se dedicarem única e exclusivamente um ao outro.

Em 2017, interromperam tudo e viajaram novamente. De mãos dadas, seguiram para o Sri Lanka para juntos levar o Yoga aos viajantes mochileiros e dali para o Dubai. Voltaram, ricos, e retomaram as suas turmas na metrópole que sempre foi seu lar.

A Inês e o Yoga vivem hoje um relacionamento que flui, simplesmente flui. Um guia o outro, amparam-se e amam-se sem expectativas ou apegos. Riem e choram, discordam e aceitam.
O Yoga não é a forma como a Inês ganha a vida. O Yoga é a Vida na Inês.